Sangue: composição e funções e doenças

O sangue é formado por uma complexa mistura de células (glóbulos vermelhos, glóbulos brancos, plaquetas) e plasma, essencial para funções vitais do corpo.

Compartilhar

o sangue é um líquido vital que circula pelo corpo humano e outros organismos vertebrados por meio dos vasos sanguíneos, desempenhando papéis cruciais para a manutenção da vida. O sistema circulatório, composto pelo coração, vasos sanguíneos e sangue, é responsável por transportar nutrientes, oxigênio, hormônios e resíduos metabólicos para diferentes partes do corpo.

PUBLICIDADE

Composição do sangue

O sangue é formado por uma parte líquida chamada de plasma constituída por 90% de água e por uma parte sólida constituída por glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.

A cor vermelha do sangue é devido a presença, nos glóbulos vermelhos, de um pigmento que contém ferro chamado de hemoglobina que é responsável pelo transporte do oxigénio.

Veja também: Sistema circulatório: Estrutura do coração

PUBLICIDADE

Funções do sangue

Cada um dos componentes do sangue tem uma função específica como a seguir se apresenta:

  • Os glóbulos vermelhos transportam o oxigénio para todas partes do corpo e recolhem o dióxido de carbono que é levado até aos pulmões para ser eliminado.
  • Os glóbulos brancos defendem o nosso organismo contra os agentes que provocam doenças.
  • As plaquetas combatem infeções e param as hemorragias evitando a perda de sangue durante as lesões ou feridas.
  • O plasma distribui os nutrientes necessários para o funcionamento do nosso organismo, recolhe e transporta as substâncias nocivas para serem eliminadas por meio do aparelho urinário.
Sangue
Sangue
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Doenças comuns do sistema circulatório

As doenças afetam o nosso organismo e por isso devemos evitá-las. A Anemia, Trombose e Tensão alta e baixa são exemplos de algumas doenças do sistema circulatório. A seguir são apresentadas algumas medidas de prevenção que devem ser tomadas para evitar estas doenças:

DOENÇAMEDIDAS DE PREVENÇÃO
Anemia A anemia é a diminuição da quantidade dos glóbulos vermelhos no sangue. Sintomas e sinais: tonturas, fraqueza, dores de cabeça, cansaço.Ter uma alimentação equilibrada que inclui alimentos como carne verme- lha, peixe, feijão, gema de ovo, fígado ou coração de galinha e frutas.
Trombose A trombose é a formação de um coágulo no sangue (trombo) que fecha ou dificulta a circulação do sangue dentro do vaso sanguíneo.   Sintomas e sinais: Dependem do local onde esta afetado, e podem ser inchaço, zona fica avermelhada, dor e limitação de movimentos, aumento da temperatura na zona afetada.  Adotar hábitos saudáveis, como por exemplo: Realizar atividades físicas regularmente; beber água regularmente e nas quantidades recomendadas; evitar ficar parado, deitado ou sentado por longos períodos; manter uma alimentação equilibrada.
Tensão. É a força que o sangue exerce nas paredes das artérias quando o coração bombeia o sangue. Quando o sangue é bombeado com mais pressão diz-se que a pressão ou tensão é alta (hipertensão ou pressão arterial alta). Quando o sangue é bombeado com menos pressão diz-se pressão ou tensão baixa (hipotensão ou pressão arterial baixa). Os valores de referência da pressão arte- rial: Normal:120/ 80 milímetros de mercúrio Alta: 140/90 milímetros de mercúrio Baixa: 80/60 milímetros de mercúrio.  Manter uma alimentação equilibrada; Reduzir o consumo de sal; Praticar actividade física; Evitar o consumo exagerado de álcool.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Imunidade

A imunidade refere-se à capacidade do corpo de se proteger contra agentes causadores de doenças. Existem dois tipos principais de imunidade:

Imunidade Natural ou Inata: Essa forma de imunidade está presente desde o nascimento e é caracterizada por uma resposta rápida do organismo aos agentes patogênicos. A imunidade inata inclui barreiras físicas, como a pele, e respostas imunológicas não específicas que visam impedir a entrada e disseminação de patógenos.

Imunidade Adquirida: Este tipo de imunidade é desenvolvido ao longo da vida de um organismo em resposta à exposição a agentes patogênicos. Pode ocorrer naturalmente após a infeção ou ser adquirida por meio de vacinação. A imunidade adquirida é caracterizada por uma resposta mais específica e direcionada aos patógenos, visando fornecer proteção duradoura.

As vacinas desempenham um papel crucial na promoção da imunidade adquirida, estimulando o sistema imunológico a reconhecer e lembrar agentes patogênicos específicos, proporcionando assim uma defesa eficaz contra futuras infecções. Em conjunto, a imunidade natural e adquirida desempenha um papel vital na manutenção da saúde e na proteção do corpo contra ameaças microbianas.

PUBLICIDADE

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sites MozEstuda

Please select a template!

© 2024 – MozEstuda. Todos os direitos reservados