O Antagonismo Narcisista: o que é? como se comporta?

 O Antagonismo Narcisista é um traço de comportamento chave dos narcisistas, caracterizado por um sentimento profundo de oposição e hostilidade

Compartilhar


 O Antagonismo Narcisista:

 O antagonismo é um traço de comportamento chave dos narcisistas, caracterizado por um sentimento profundo de oposição e hostilidade.  As ações e decisões do narcisista geralmente estão em conflito direto com suas verdadeiras emoções e autopercepção, semelhantes a uma imagem espelhada.  

Sua frágil autoestima exige validação constante, deixando-os com extremo estresse e ansiedade.  Para lidar com essa turbulência interna, os narcisistas costumam direcionar a hostilidade para os outros, usando os relacionamentos para aliviar sentimentos negativos.  Regular suas emoções é um desafio significativo para eles e, infelizmente, outros costumam sofrer o impacto de seu comportamento errático.

 




PUBLICIDADE

 Como é a felicidade do narcisista com os outros?

A autoestima de um narcisista prospera ao menosprezar os outros.  Infelizmente, sua tendência de priorizar seu ego sobre os sentimentos ou o bem-estar dos outros exclui a possibilidade de contentamento compartilhado.  O comportamento narcisista cria um ambiente inóspito à harmonia.

 Para compensar suas deficiências emocionais, os narcisistas anseiam por estímulos negativos.  Eles só podem atingir um estado de relativa tranquilidade quando se sentem superiores.  Infelizmente, isso faz com que estar perto deles seja uma experiência desagradável, pois sua energia está repleta de hostilidade.  As vítimas são feitas para se sentirem rejeitadas por cada palavra ou ação do narcisista, e a rejeição é a ferramenta preferida do narcisista. 

 


PUBLICIDADE

Como prospera o ego do narcisista? 

Ironicamente, o ego do narcisista prospera à medida que o senso de autoestima da vítima diminui. Prospera quando ele recebe atenção e admiração dos outros, o que pode ser alcançado por meio de comportamentos grandiosos e exibicionistas. O narcisista pode se sentir superior aos outros e ter dificuldade em lidar com críticas ou rejeições.

 A indisponibilidade afetiva serve como o principal meio pelo qual o narcisista atinge seu objetivo.  Ao negar reciprocidade para com seu admirador, ele reforça sua autoestima.  A devoção inabalável de um codependente, em particular, é um potente levantador de humor.  Na verdade, o amor incondicional da vítima serve como o tônico ideal para as tendências egoístas do narcisista.  Essa codependência, como estimulante narcisista, é uma fonte abundante de motivação para o ego doentio do narcisista.

 




O narcisista como parasita do seu amor-próprio. 

 O narcisista se alimenta da autoestima de sua vítima, com precisão hábil e dedicada.  Diariamente, pouco a pouco, ele corroe o senso de identidade da vítima, acabando por demolir toda a sua identidade.  

Qualquer sucesso da vítima é percebido como uma afronta pessoal ao narcisista, que responde a cada vitória percebida com hostilidade.  Por exemplo, uma vítima recebendo uma oferta de trabalho desejável que não corresponda à ideia do narcisista de uma carreira “interessante”, ou a vítima sendo elogiada por uma conquista anterior pela qual o narcisista já recebeu reconhecimento, ambas circunstâncias provocariam uma reação negativa.

 




PUBLICIDADE

Como é um relacionamento com um narcisista? 

 Permanecer em um relacionamento com um narcisista é semelhante a uma competição sem fim por codependentes.

  A vítima nunca é ensinada a triunfar, mas frequentemente é repreendida por suas falhas.  A ausência de amor, empatia e afeto prejudica o crescimento da vítima a tal ponto que ela luta para aprender coisas novas devido à falta de atenção.

 Aos olhos de um narcisista, a culpa é sempre da vítima. As vítimas são rotuladas como desajeitadas por quebrar um prato enquanto secam a louça, semgosto por dar um presente insatisfatório, impotentes por pedir ajuda e cabeçaquente por qualquer discussão que tenham.

 “O narcisista sempre soube” é a crença que é reforçada quando a vítima comete um erro. O narcisista, nesse cenário, foge da responsabilidade e coloca a culpa na autocrítica, no perfeccionismo e na baixa autoestima de sua vítima, afirmando que a vítima sempre teve controle sobre suas escolhas.

 


PUBLICIDADE

Como são os erros dos outros aos olhos do narcisista? 

 A natureza competitiva inflexível do narcisista leva o a menosprezar constantemente sua vítima, destacando suas “fraquezas”, enquanto ignora ou nega suas qualidades positivas.

 Caso a vítima deslize, o narcisista tem um extenso catálogo de erros pronto para mostrar a “incompetência” da vítima, equivalente a um extenso papiro egípcio.

 O narcisista tem uma capacidade incrível de ficar de olho nas deficiências da vítima, como se fosse o chefe de um banco de dados de falhas. Cada passo em falso é registrado detalhadamente, não deixando espaço para que a vítima esqueça seus erros. 

 Mesmo quando a vítima lamenta sua própria desorganização, o narcisista aproveita para menosprezá-la ainda mais.

 Nos momentos em que a vítima busca proteção, o narcisista é rápido em traí-la. Cada oportunidade de antagonizar a vítima é aproveitada com prazer.




 Sem levar em consideração o contexto ou a privacidade, o narcisista aborda descaradamente os problemas da vítima, tratando sua dignidade como um mero brinquedo para sua própria diversão. 

 É o narcisista quem decide quando a vítima pode ter voz. Isso deixa a vítima em um estado perpétuo de alerta máximo, eventualmente levando a uma postura defensiva contra toda e qualquer situação. A oposição constante pode ser desgastante e exaustiva ao longo do tempo.

 




PUBLICIDADE

Será possível para um codependente satisfazer um narcisista? 

 É impossível para um codependente satisfazer um narcisista, pois ele está sempre tentando estar um passo à frente. 

 Não importa o quanto a vítima tente agradar o narcisista antecipando suas preferências e agindo de acordo, nunca é o suficiente. O narcisista sempre vai querer o que a vítima não está oferecendo. Se a vítima oferecer uma nanana, ele exigirá uma laranja. Se ela quiser descansar, ele insistirá em dar um passeio no parque. 

 Quando ela comprar um vestido branco, ele vai reclamar da cor e dizer que prefere o preto. Se ela prefere cabelo liso, ele vai preferir cacheado. Se ela quiser economizar, ele vai acusá-la de mesquinharia. Mas se ele quiser comprar alguma coisa, dirá que não se importa com dinheiro.




Se um indivíduo se contentar com um salário mais baixo em um trabalho de que gosta, pode estar faltando em previsão. Da mesma forma, se alguém prioriza o amor e o companheirismo em detrimento do sucesso profissional, pode ser considerado medíocre.

 Quando uma contradição domina, ela destrói o valor próprio e a autoconfiança da vítima. Essa dissonância faz com que a pessoa se sinta como um hamster, lutando incessantemente por um propósito desconhecido.

Encontre nesta página mais Livros/ e Exames do Sistema Nacional de Ensino, e muitas outras obras importantes para o seu processo de Ensino e/ Aprendizagem
PUBLICIDADE

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sites MozEstuda

Please select a template!

© 2024 – MozEstuda. Todos os direitos reservados