Distribuição Agroclimática em Moçambique

Neste artigo, discutiremos a distribuição agroclimática em Moçambique. Este estudo é de extrema importância, pois nos permitirá compreender as condições de cultivo das diversas culturas praticadas em nosso território

Compartilhar

Neste artigo, discutiremos a distribuição agroclimática em Moçambique. Este estudo é de extrema importância, pois nos permitirá compreender as condições de cultivo das diversas culturas praticadas em nosso território, assim como identificar as regiões com maior potencial de produção dessas culturas.

Ao concluir esta lição, você será capaz de:

  • Localizar as zonas agroecológicas de Moçambique;
  • Caracterizar as zonas agroecológicas; e
  • Identificar as culturas mais comuns em diferentes zonas agroecológicas.
PUBLICIDADE

Distribuição Agroclimática em Moçambique

É observável que cada província ou região em nosso país possui um clima e solo específicos. Algumas dessas áreas são ideais para o cultivo de determinadas culturas, enquanto outras não são.

As regiões que oferecem condições ideais para o crescimento de certas culturas são designadas como zonas agroecológicas. Mas afinal, o que são zonas agroecológicas?

Zonas agroecológicas são áreas ou regiões agrícolas que possuem características climáticas, topográficas e de solo semelhantes, resultando em sistemas de produção agrícola comparáveis.

Essas zonas apresentam atributos naturais distintos que as diferenciam umas das outras para o desenvolvimento de atividades agrícolas específicas.

O Instituto Nacional de Investigação Agronômica (INIA) dividiu o país em dez zonas agroecológicas:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Região 1:

Abrange a faixa costeira de Maputo, Gaza e grande parte de Inhambane até o rio Save. Apresenta baixas precipitações, temperatura média entre 20 e 25°C, solos planos e fertilidade marginal boa.

Culturas cultivadas incluem amendoim, feijão nhemba, mandioca, milho, feijão jugo, cana-de-açúcar, e diversas fruteiras como citrinos, mangueiras, ananaseiros, mafurreira, cajueiro e coqueiro.

PUBLICIDADE

Região 2:

Engloba a parte central e norte da Província de Gaza e uma estreita faixa a oeste de Inhambane.

A estação quente e chuvosa ocorre de novembro a março, predominando solos arenosos e culturas como milho, amendoim, ervilha, batata-doce, mandioca e coqueiro.

PUBLICIDADE

Região 3:

Inclui a maior parte da Província de Manica e parte central e interior da Província de Sofala, excluindo a região montanhosa de Espungabera.

Apresenta altas temperaturas, baixas precipitações em novembro e fevereiro, solos arenosos e culturas predominantes como mapira, mexoeira e milho.

Região 4: Abrange regiões de baixa altitude de Sofala e Zambézia, próxima à costa até Pebane. Possui altas precipitações em novembro e cultiva principalmente milho, mapira, amendoim, batata-doce, mandioca, arroz e algodão.

PUBLICIDADE

Região 5:

Localiza-se na região central de Moçambique, englobando distritos do Norte de Sofala e Manica, e distritos ao sul de Tete até a fronteira com a Zâmbia.

Apresenta precipitações moderadas a altas de novembro a maio e solos arenosos.

PUBLICIDADE

A Região 6

A Região 6, que abrange áreas com altitude média das províncias da Zambézia, Nampula, Tete, Cabo Delgado e Niassa, possui solos de textura variável e uma precipitação média anual entre 1000 a 1400 mm, concentrada entre novembro e março/abril.

As culturas cultivadas incluem milho, mandioca, amendoim, mapira, feijão nhemba, arroz, algodão, tabaco, cana-de-açúcar, girassol, feijão boer, alho, cebola e tomate.

PUBLICIDADE

A Região 7

A Região 7 compreende a região da costa litoral, estendendo-se de Pebane, na Província da Zambézia, até Quionga, na Província de Cabo Delgado.

Com uma precipitação anual entre 1000 a 1400 mm e temperatura média anual de 20 a 25°C, apresenta solos arenosos e argilosos. As culturas mais praticadas são milho, mapira, mandioca, ervilha, amendoim, caju, algodão, além de diversas fruteiras como mangueiras, papeiras, bananeiras, laranjeiras e limoeiros.

PUBLICIDADE

A Região 8

A Região 8, a menor, abrange o planalto de Mueda e parte do distrito de Macomia.

Com precipitações entre 800 a 1200 mm e temperatura superior a 25°C, possui solos arenosos e cultiva milho, mapira, mandioca, caju, tabaco e algodão.

PUBLICIDADE

A Região 9

A Região 9 engloba regiões com altitudes acima de 1000 metros, como os planaltos de Lichinga, Angonia, Machanga, Marávia, Tsangano, Gurué, Milange, Serra Choa e Espungabera, Manica e alta Zambézia.

Com chuvas regulares de dezembro a março, apresenta solos ferrosos e de textura pesada, cultivando milho, mapira, ervilha, mandioca e gergelim.

PUBLICIDADE

A Região 10

A Região 10 está localizada nas zonas altas da Zambézia, Niassa, Agónia, Maravia e Manica, com chuvas abundantes, temperatura média entre 15 a 23°C e solos profundos.

As culturas predominantes são milho, feijão, batata-reno, mexoeira, citrinos e fruteiras de clima temperado, com potencial para trigo, soja, leguminosas de clima temperado, mangueiras, bananeiras e papaieiras.

PUBLICIDADE

Deixe o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Sites MozEstuda

Please select a template!

© 2024 – MozEstuda. Todos os direitos reservados